Quais as principais desvantagens do banco Itaú?

Tempo de leitura: 14 minutos

Levando em consideração o atual cenário bancário brasileiro, é fundamental realizar pesquisas profundas a fim de chegar numa conclusão de qual é a melhor opção para o seu perfil. E dentro dessa pesquisa, algo que pode ajudá-lo a decidir melhor é saber quais são as principais desvantagens do banco Itaú, por exemplo. Todo mundo tem a consciência de que nenhuma empresa é perfeita, no entanto, saber quais são as desvantagens é uma forma de se precaver e já estar preparado, e é exatamente sobre isso que falaremos no post de hoje. Confira!

É sempre bom conhecer o território em que estamos pisando. Isso quer dizer que saber quais são as principais desvantagens do Itaú é uma forma de não ficar desprecavido perante a essas situações.
(Imagem: QuinceCreative via Pixabay)

Sabendo que cada pessoa é singular e possui necessidades diferentes, é fato chegar na conclusão de que nenhuma empresa bancária agradará a todas as pessoas. Isso quer dizer que sempre haverá algumas questões que irão incomodar os correntistas. No entanto, sempre há problemas que se sobrepõem a outros; as chamadas desvantagens. E antes de se tornar cliente, é fundamental saber todos esses pormenores, e você encontrará todas essas informações nesse artigo.

O banco Itaú

Um dos métodos mais seguros de se concluir se uma empresa é estável é analisando as suas bases e estruturas. E qual o melhor método para se fazer isso a não ser estudando o histórico de determinada instituição? E isso se replica quando o que se está em questão é um banco, por exemplo. E basta uma rápida analisa que se percebe que as bases do Itaú são bastante sólidas, tanto que não é à toa que atualmente é considerado um dos principais bancos brasileiros.

Chegar no mesmo patamar que o Itaú chegou são para poucos, tanto que muitos dos feitos são até invejáveis. Mas o fato é que a posição de notoriedade da instituição bancária não foi mera razão do acaso, mas sim o resultado de um trabalho árduo e uma visão bastante disruptiva. Inclusive, muito dessa óptica analítica foi fundamental para que o banco conseguisse se expandir tanto e, hodiernamente, estar presente em cerca de 21 países.

Não é qualquer instituição que consegue ter participação internacional, ainda mais quando está presente em 21 países. E isso só mostra o quanto o Itaú é uma empresa competente.
(Imagem: Yuri_B via Pixabay)

Só o fato da presença internacional já mostra que se trata de uma organização bastante sólida, pois construir agências fora do território nacional exige bastante disciplina e muita responsabilidade. Inclusive, em setembro de 2013, os ativos do Itaú Unibanco eram de 1,011 trilhão de reais, o que é um patrimônio bastante significativo. O banco ainda tem 5 mil agências no Brasil e exterior e 26 mil caixas eletrônicos e pontos de atendimento.

Toda essa magnitude se dá pelas diversas uniões e compras feitas pela instituição. Além de ter se unido com o Unibanco, a organização também comprou o Banco Paulista, Banco Banerj, Banestado, BEG, Banco Aliança S.A. e alguns outros. E todos estes investimentos só contribuíram para a ascensão da empresa e para que pudesse estar presente em outras áreas que não o setor bancário.

Praticamente todos os brasileiros sabem que o Itaú é um banco, no entanto, são poucos que sabem que o amontoado financeiro vai muito além disso. Atualmente, o conglomerado se estende para outros produtos, como banco de investimento, banco de varejo, gestão de ativos, seguros etc. Além do mais, há algumas subsidiárias, como o Credicard, consórcios, Hipercard, Hiper e diversos outros. Mas, nesse artigo, iremos focar apenas nas desvantagens do banco Itaú.

Quais são as principais desvantagens do Itaú?

Como já falamos, nenhuma empresa está imune a críticas, haja vista que cada pessoa possui necessidades específicas e dissonantes. Porém, sempre há aquele problema que afeta um grupo maior de pessoas, e esses pormenores são tão críticos a ponto de fazer com que muitos correntistas queiram fechar a conta no Itaú. No entanto, para que você esteja ciente de todos esses problemas e não tenha maiores dores de cabeça, resolvemos elencar todos eles. Confira!

Taxas bancárias

Esse é o primeiro assunto que deve ser destacado justamente porque é o principal motivo pelo qual as pessoas decidem encerrar a conta no Itaú. Uma tradição que tem sido repassada com o passar dos anos é a aplicação de taxas bancárias por parte das instituições. Até alguns anos atrás, no entanto, era comum que os correntistas aceitassem essas aplicações sem maiores reclamações, ainda que nem sempre concordassem.

Afinal de contas, como é possível se indignar com alguma coisa quando não há nenhuma outra possibilidade? E, até uns anos atrás, era exatamente esse o cenário bancário. Porém, com as constantes evoluções e com a aparição de novas ideias e modelo de mercado, esse passou a ser um ponto um pouco mais crítico. Ao analisar a ramo bancário, atualmente, é possível enxergar diversas alternativas e propostas.

Há opções tanto de bancos digitais como bancos mistos, ou seja, que mesmo possibilitando uma autonomia por intermédio de um aparelho celular, não deixou de oferecer pontos de atendimentos físicos. E todas essas novidades também incluem instituições que deixaram de cobrar taxas bancárias dos seus clientes, e isso acabou trazendo uma nova óptica para diversos usuários de bancos.

Hoje, no mercado financeiro, há opções onde os serviços não têm nenhum custo, e isso tem mudado drasticamente o modo como a população tem enxergado as instituições bancárias.
(Imagem: geralt via Pixabay)

É fato que diversas instituições bancárias sofreram com essas inovações, inclusive o Itaú. O Itaú é um banco que cobra taxas dos seus clientes, e muitas dessas cobranças, hodiernamente, nem faz tanto sentido. Hoje, o banco cobra taxas de serviço que outros bancos oferecem de maneira completamente gratuita, fazendo com que esse seja a principal indignação por parte dos correntistas.

Por exemplo, o Itaú ainda é adepto ao sistema de cestas, que é quando você paga para ter direito a um número estipulado de transações, seja transferências, emissão de boleto, saques etc. Vale ressaltar que, mesmo pagando pontualmente essa taxa, esses serviços são limitados e, caso extrapole o número de transações firmados na cesta de serviço, você deverá pagar um valor adicional.

Esse tipo de taxa já não faz mais sentido, principalmente quando se é levado em consideração que outros bancos digitais oferecem os mesmos serviços de maneira gratuita e ilimitada. É verdade que, quando comparado a outros bancos tradicionais, o Itaú até se sai bem, uma vez que ele não tem a maior taxa do mercado. Mas ainda assim, quando o parâmetro de comparação é um pouco mais amplo, nota-se uma clara desvantagem.

Mau atendimento

É verdade que todo ser humano possui suas particularidades, no entanto, uma coisa que certamente abrange todo o mundo é que ninguém gosta de ser mau atendido, pois isso fere diretamente a dignidade humana. Trata-se de um problema bem sério e que tem um peso gigantesco, tanto que não é raro enxergar diversos clientes encerrando suas contas por esse motivo.

E infelizmente, no Itaú, isso é mais comum do que se pensa. Esse mau atendimento é bastante extenso, podendo ser enxergado tanto nos atendimentos pessoais quanto nos à distância, seja por intermédio do chat, seja pelo telefone. Além do mais, é possível colher relatos de correntistas que afirmam terem sido atendidos por um funcionário não muito bem preparado e que não sabia explicar muito bem as condições de um determinado serviço.

Quando somos mau atendidos, sentimo-nos destratados e com nossa dignidade roubada. E, no Itaú, isso pode acontecer através de qualquer canal de comunicação. Seja pelo celular, seja pessoalmente.
(Imagem: Pexels via Pixabay)

Quando se fala com um especialista, é de se esperar que ele tenha a capacidade de sanar as suas dúvidas, mas isso nem sempre acontece. Fora isso, também se encontra atendentes que não dão a devida atenção aos clientes, sendo, às vezes, ríspidos e não tão solícitos. Muitas das vezes, inclusive, o correntista é obrigado a esperar um elevado período de tempo para que possa ser atendido.

Além do mais, um grande motivo para esses destratos está fundamentado na hierarquia de clientes. O Itaú possui algumas segmentações, que é o uniclass e personnalité, ambos restritos a pessoas com um aporte financeiro mais elevado. Os correntistas “comuns”, são chamados de conta varejo, e são justamente esses que geralmente passam por esse tipo de situação degradante.

Não é raro encontrar relatos de correntistas que, ao deixarem de ter uma conta segmentado, tiveram um grande baque no tocante a atendimento. E isso só suscita a ideia de que o Itaú trata diferentemente cada pessoa levando em consideração a segmentação da conta, o que é uma extrema desvantagem, principalmente quando se sabe que as contas varejo comportam cerca de 75% de clientes da instituição.

Cartão de crédito

Ainda que o cartão de crédito seja visto como um vilão por alguns brasileiros, é fato inegável que esse simples objeto pode salvar-lhe de situações desastrosas. E justamente por esse motivo que muitas pessoas abrem conta no Itaú, pois querem poder usufruir dos benefícios de se ter um cartão. Porém, o que aparenta ser uma coisa simples, pode se tornar uma certa frustração.

Relatos de clientes que afirmam que tiveram algum problema com a entrega do cartão não é raridade. Por um lado, há os que dizem que o cartão chegou um tempo depois da data prevista e, outros, afirmam que nunca nem chegarem a receber o objeto na residência, os obrigando a ligar na central e solicitar uma nova via. Esse tipo de transtorno, ainda que não seja tão sério a ponto de motivá-lo a cancelar a conta na instituição, é um problema que não deixar de ser relatado.

Caso você solicite um cartão de crédito, pode acontecer de a data da entrega não ser respeitada ou de ele simplesmente ser extraviado, assim como já aconteceu diversas vezes com outros clientes.
(Imagem: photoAC via Pixabay)

De certa forma, para muitas pessoas, esse é um dos primeiros contatos que o correntista tem com a instituição bancária e, tendo uma experiência como essa, a impressão que fica não é das mais positivas. Afinal de contas, ter esse tipo de transtorno logo nos primeiros momentos de relacionamento com o banco faz pensar que não se trata de uma empresa muito organizada e de que a probabilidade de isso tornar a acontecer é bem grande.

Liberação de limite

Outro fato que está ligado ao cartão de crédito e que não pode deixar de ser citado é em relação a disponibilidade de limite do Itaú. Nos dias contemporâneos, é comum que a rigidez de liberação de crédito esteja relacionada com os bancos digitais, o que de fato é uma realidade, uma vez que a grande maioria dessas organizações dificultam bastante. No entanto, essa não é uma particularidade das instituições digitais.

O Itaú não é um banco conhecido por facilitar limite de crédito, e isso é algo que nem todos compreendem, mas todos deveriam saber. Como já falado anteriormente, a razão pela qual muitas pessoas abrem conta bancária é para poder aproveitar dos benefícios de um cartão de crédito. Mas isso pode se tornar uma dificuldade para aqueles que resolvem ser clientes do Itaú.

Nem sempre os clientes do Itaú se sentem satisfeitos com o limite de crédito liberado. Portanto, é fundamental estar ciente disso para não se decepcionar.
(Imagem: falco via Pixabay)

Há diversas afirmações de que, mesmo tendo um score próximo dos 1.000, o Itaú simplesmente não libera nenhum limite, o que é uma certa incongruência. Outros ainda dizem que, quando o banco libera um cartão, o limite é inferior ao salário ou até não é condizente com o limite disponibilizado por outras instituições. Inclusive, quando esse tipo de expectativa não é concebida, é muito provável que se queira encerrar a conta do Itaú.

Cobranças indevidas

Antes de qualquer coisa, é importante salientar que esse não é um problema tão corriqueiro quanto os citados anteriormente, mas, ainda assim, não se pode deixar de citar, pois ele acontece. Inclusive, entre todos os pontos ressaltados, certamente esse é o mais nocivo, pois ele acarreta graves problemas ao correntista. Quando isso ocorre, é muito provável que o cliente passe a se sentir mais inseguro em relação a instituição.

E a realidade é que isso é bastante compreensível, pois quando se nota que há alguma cobrança indevida, a primeira coisa que passa pela mente é de que os dados foram roubados. E, ainda que empresa cancele o cartão e envie uma nova via, sempre fica aquela preocupação de que, se isso aconteceu uma vez, é possível que ocorra outras vezes. Portanto, é bastante prejudicial porque, para algumas pessoas, mata o depósito de confiança de que se tinha.

Por conta das recorrências desse tipo de reclamação, é até aconselhável que os clientes fiquem de olho na cobrança da fatura, pois pode ocorrer de haver alguma cobrança indevida.
(Imagem: 777546 via Pixabay)

Inclusive, essas cobranças são mais variadas do que você pode pensar, desde contas duplicadas até cobrança indevida descontado direto da conta corrente. Fora isso, também é possível constatar a contratação indevida de um serviço, por exemplo. Isso obriga com que o cliente fique atento e averigue constantemente a sua fatura por medo de ter alguma dessas cobranças indevidas.

Um outro relato que pode ser utilizado como exemplo é quando o cliente é avisado que entrou no cheque especial, quando na verdade isso nunca aconteceu. É inegável afirmar que esse tipo de situação acaba com a confiança que o cliente deposita na instituição, fazendo com que, eventualmente, ele deseje encerrar a sua conta. Portanto, essa é sim uma desvantagem do Itaú.

Isso quer dizer que o Itaú não vale a pena?

Após ler essa série de desvantagens do Itaú, é possível que você pense que é uma instituição do qual se deve passar longe, mas não é exatamente esse o raciocínio. O intuito desse artigo não é afirmar que você não pode abrir conta em determinado banco. Na realidade, a única razão para ter descrevido essas características negativas é para que você esteja ciente dos problemas, mesmo desejando abrir conta.

Por mais que você procure um banco perfeito, ele nunca vai existir, pois sempre há algum pormenor que o incomodará, por mínimo que seja. Isso quer dizer que você deve manter uma relação com aquela organização bancária que mais se encaixe no seu perfil, e que não necessariamente agradará outras pessoas. É importante que você faça pesquisas bastante aprofundadas antes de tomar qualquer decisão.

E é justamente por isso que elaboramos esse post, para que, caso você esteja decidido a abrir uma conta no banco Itaú, que esteja ciente dos possíveis problemas que podem ocorrer. Antever as eventuais situações negativas é essencial para poder se precaver, mas isso não significa dizer que o Itaú tem apenas defeitos. Para que a instituição tivesse a estrutura que tem hoje, foi preciso desenvolver bastantes valores e virtudes altruístas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *